Melhores momentos e balanço das entrevistas

Até agora, Viver no Canadá publicou doze entrevistas com brasileiros que mantêm blogs sobre a imigração no Canadá.

Vamos relembrar os melhores momentos de cada conversa, com destaque para as frases mais marcantes até esta etapa:

New Home Canadá, de Adriana Jungues e Diego Costa
De Passo Fundo (RS) para Gatineau, Quebec

“A ideia inicial do blog era registrar nossa trajetória como uma memória eletrônica para no futuro podermos ler como um diário. Não pensava que seria escrito para outras pessoas”

“Hoje temos grandes amigos aqui que conhecemos através do blog. São cinco casais com quem falamos semanalmente”

Canadá Sem Limites, de Robson Cunha
De Recife (PE) para Calgary, Alberta

“Tem muita gente que chega aqui e muda completamente. Não querem mais saber do Brasil nem de brasileiros”

“A internet é a melhor amiga do imigrante”

Rapadura, Please!, de Alexei Aguiar
De Fortaleza (CE) para Quebec, Quebec

“Não aguentava mais os defeitos de comportamento de muitos brasileiros, que furam fila, ultrapassam no sinal vermelho e não respeitam os direitos dos outros”

Aventura Canadense, de Silvia Teles e Luciano Jordão
De João Pessoa (PB) para Edmonton, Alberta

“Quando cheguei aqui, percebi que não havia espaço para o improviso no Canadá, e não gostava disso. Hoje, já acho bom”

Nicolando por Aí, de Luciana Azevedo
De Belo Horizonte (MG) para Venezuela, de lá para Austrália e finalmente para Squamish, British Columbia

“Era a forma mais prática de atualizar a família e os amigos sobre nossa vida e a chegada do nosso filho. Em vez de escrever vários emails contanto tudo, escrevia de uma vez só no blog”

British Columbia 2010, de Cesar Salvater
De Goiânia (GO) para Naramara, British Columbia

“A sensação é de que fomos expulsos do Brasil”

O Canadá Me Quer, de Simone Soares
De Uberlândia (MG) para Nanaimo, British Columbia

“O fato de ter filhos facilita muito a integração na sociedade. Como não sou do tipo que puxa assunto, os outros pais vinham falar comigo quando nossas filhas brincavam e assim fui fazendo amizades”

“Hoje, emigrar é muito mais fácil porque dá para ver a família toda pela internet”

Neve Ao Chocolate, de Sandro Ferreira
De São Paulo (SP) para Gatineau, Quebec

“Não tem negrão que emigra? Eu não conhecia nenhum blog que falava com a linguagem de negrão. Queria saber como eram por aqui essas questões que não eram abordadas em nenhum dos blogs”

“É um conto de fadas. O Canadá busca a elite intelectual dos outros países mas  quando o profissional chega aqui vê que é diferente do que ouviu nas palestras. Por isso, o imigrante ideal não será necessariamente bem sucedido. É preciso que as pessoas que queiram vir saibam que terão que dar passos para trás e estejam dispostas a isso”

Well & Suzel no Canadá, de Wellington Gomes
De Brasília (DF) para Montreal, Quebec

“Não troco ganhar três vezes mais como ganhava no Brasil pelo que tenho aqui agora. Tenho muito menos stress profissional e muito mais qualidade de vida. Tenho horário para sair do trabalho”

“Um imigrante tem que voltar a ser criança, reaprender a andar, falar, comer, trabalhar, recomeçar”

Colorida Vida / Destino: Canadá, de Ana Paula Calabresi
Do Rio de Janeiro (RJ) para Vancouver, British Columbia

“A gente gostava de ler sobre o dia-a-dia de quem já estava aqui, a parte de procurar emprego, as dicas do que fazer em entrevistas, etc. Toda essa experiência compartilhada na internet é valiosíssima pra quem está buscando informações sobre o processo de imigração”

ReMiGaLu, de Renato Barros e Mildred Davim
De Fortaleza (CE) para Calgary, Alberta

“A gente abria os jornais e era desgraça, corrupção, violência. Cada capa de Veja era mais um motivo para gente sair”

“Estive no Brasil este ano e tive a certeza de que eu não volto mais”

There And Back Again, de Rossana Menezes
De Recife (PE) para Toronto, Ontario

“Os blogs de imigrantes podem ser extremamente úteis e podem destruir seus sonhos, pois alguns chegam aqui despreparados, não dão certo, se frustram e espalham pelos blogs suas experiências ruins, culpando o Canadá por isso. É preciso encontrar o meio termo e pescar as informações úteis para a sua caminhada”

***

Nas entrevistas realizadas, chamou especialmente a atenção o fato de que todos os imigrantes declararam não ter intenção de voltar ao Brasil. Cada um ao seu modo (uns mais enfáticos que outros) disseram não ter mais essa vontade.

Outro fato curioso foi perceber que por trás da história de cada blog há um casal, ou seja, ainda que apenas uma pessoa escreva, os blogs retratam a trajetória de duas pessoas que formaram uma família.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: